O treinamento é uma das mais importantes ferramentas de capacitação e aperfeiçoamento profissional.

Utilizado para melhor organizar e qualificar o trabalho desde a Revolução Industrial, entre os séculos XVIII e XIX, hoje a prática é fundamental para as empresas oferecerem serviços e produtos cada vez melhores aos seus clientes e se destacarem no mercado. Para o departamento de RH, a importância é ainda maior, dado o impacto que as recentes tecnologias trouxeram aos profissionais de recursos humanos.

Hoje, os sistemas de gestão de RH simplificaram ou mesmo automatizaram a maioria das atividades manuais, tão características da rotina do departamento de recursos humanos e, com isso, cria-se a oportunidade para que os profissionais do setor possam desenvolver ações estratégicas e alinhadas à visão de negócio da empresa.

Funcionalidades
Com um sistema de gestão de RH, hoje já é possível realizar desde as tarefas operacionais, como o cálculo e a emissão da folha de pagamento , até gerenciar equipes, carreiras, projetos e setores de toda a organização.

Ainda que a maioria dos sistemas de gestão de RH hoje presentes no mercado tenha interface amigável e utilização intuitiva, treinar seus funcionários é imprescindível para que eles possam aproveitar ao máximo toda a multiplicidade de recursos e funcionalidades oferecidos por essas ferramentas.

Benefícios
Outra importante característica dessas soluções informatizadas é sua estrutura modular, orientada para tarefas ou áreas específicas da empresa ou, por outro lado, a integração de funcionalidades que buscam abranger todas as tarefas da rotina de um departamento de recursos humanos. Assim, elas podem ser úteis desde a automatização de atividades manuais até o fornecimento e organização de informações críticas, fundamentais nos processos de tomada de decisão.

Para uso prático ou estratégico de ferramentas, os treinamentos qualificam e atualizam os colaboradores, mas também são verdadeiros momentos de integração e motivação das equipes. A experiência corporativa aponta para uma relação direta entre a frequência de treinamentos e outras iniciativas voltadas à qualificação dos colaboradores e sua satisfação com o trabalho e o ambiente corporativo.

Dada a velocidade dos avanços tecnológicos, os treinamentos e capacitações devem ser periódicas, para que a empresa e seus colaboradores possam acompanhar as mudanças nas ferramentas e metodologias de trabalho.

Os treinamentos também devem ser contínuos para acompanhar o avanço das tecnologias, que resulta em ferramentas cada vez mais eficientes e de fácil manuseio, e também para acompanhar as mudanças nas metodologias de trabalho.